Complexo das Cachoeiras – Carrancas/MG

07Hola Hola Mochileiros …

Trip de carnaval, aproveitando os 4 dias de feriado que tal sair da muvuca ?

Pesquisando um pouco descobri a cidade de Carrancas, cidade que fica na rota do caminho do ouro, que os escravos utilizavam para levar as riquezas de mina para Paraty e Rio de Janeiro, e então serem roubados para algum pais Europeu … A city não tem muita estrutura turística  mas mantem aquele clima de cidadezinha de interior de minas, e acho que isso é o q mais me encantou naquela cidade, e muitos complexos de cachoeiras …

Nosso Roteiro:

Complexo da Ponte >>> Complexo da Zilda >>> Cachoeira da Fumaça >>> Complexo da Esmeralda >>> Complexo da Toca

Sobre o Lugar: 

Localização: Carrancas – MG

Como chegar de carro: A cidade não e muito difícil de se encontrar, partindo de São Paulo, siga pela rodovia Fernão Dias até a entrada que vai para Lavras (saída 688), após 48 kms chegará a Itutinga, e somente então até Carrancas (aprox. mais 27 km)

Como chegar de ônibus:  (informações retirada do site http://www.carrancas.com.br”

Transportes
Viação São Cristóvão (Lavras)
Tel: (035) 3821-0100

Carrancas x Lavras – diário
Lavras /Carrancas – R$ 16,85
2ª a Sabado – 10h45 e 16h15
Domingo – 07h00 e 15h00

Carrancas / Lavras – R$ 15,25
2ª a Sabado – 06h15 e 13h00
Domingo – 10h00 e 19h00

Sobre as Trilhas: 

Em Carrancas, a cidade se divide basicamente em 5 complexos de cachoeiras (existem outros, mas o que vou citar são os principais), sendo todos eles com fácil acesso, com qualquer carro convencional (talvez em dias de chuva necessite de 4×4), com trilhas bem curtas e sinalizadas.

Quase todos complexos estão em propriedade particular, então cobram em média de R$ 3,00 a R$ 5,00 reais para conhecer as cachoeiras …

– Complexo da Zilda

– Complexo da Toca

– Complexo da Ponte

– Complexo da Fumaça

– Complexo da Esmeralda

Distância das principais capitais de acesso:

– São Paulo: 430 Km (Fernão Dias)

– Rio de Janeiro: 421 Km (Dutra)

– Belo Horizonte: 286 Km (Fernão Dias)

Quanto Gastamos:

– Camping: R$ 45,00 (3 dias)

– Alimentação (cozinhamos): R$ 20,00 (3 dias)

– Alimentação (café da manhã): R$ 10,00 (3 dias)

– Entrada Complexo da Zilda: R$ 3,00 + R$ 5,00

– Entrada Complexo da Toca: R$ 5,00

– Entrada Complexo da Esmeralda: R$ 5,00

– Gasolina + Pedagios: R$ 75,00 (partindo de São Paulo em 3 pessoas)

Dicas Importante:

– Em Carrancas não existe o banco Santander, e sinceramente não lembro de ter visto outro banco.

– O celular da TIM funcinou muito bem, o da VIVO funcionava somente em alguns pontos.

– Encha o tanque em Lavras, eu fiz a besteira de ir para Carrancas com 2 palitinho só de gasolina, e tive que pagar R$ 3,30 na gasolina.

A trip:

1° Dia

Carnaval e como sempre eu procurando a paz … e dessa vez definitivamente eu consegui encontrar, em Carrancas o padre faz a galera da cidade entrar em um retiro espiritual nas datas de carnaval (o padre manda na cidade \o/) …

Nós (Eu + Dribs + Samuca) partimos de Jundiaí por volta de umas 6:00, e a viagem ocorreu sem nenhum problema (sem motoqueiro doidão dessa vez), sem trânsito nem dificuldades … e iríamos encontrar outros amigos que partiram de São Paulo e iriam passar antes em Itatiaia (Keity + Marco + Lais + Rodrigo) …

O trecho da estrada que vai de Itutinga até Carrancas é muito linda, com aquelas paisagens dos morros de minas (me lembra a estradinha até socorro) … e o clima nos ajudou bastante … diferente do que o climatempo tinha nos dito fez um sol infernal todos dias …

DSC_2909
Estradinha para Carrancas

Chegamos lá por volta de 10:00 a 11:00 horas com 2 pauzinhos de gasolina … então fomos abastecer e veio a primeira surpresa … R$ 3,30 a gasolina (Viva o capitalismo), perguntamos aonde era o Camping da Ponte e descobrimos que teriamos q voltar um pouco na estrada (aprox. 2 km) até a ponte , e pegar a bifurcação a direita (para quem vai sentido Carrancas >> Itutinga), o camping é bem organizado, somente não tem muitas tomadas, e poucos banheiros (mas isso já é normal nos campings por aí), fica logo ao lado das Cachoeiras do Moinho e do Salomão … o valor da diária do camping foi de R$ 15,00 p/dia …

DSC_2926
Camping da Ponte

Naquele barzinho no centro, vende porções, refrigerante,  e um PF (prato feito) por R$ 8,00, comemos um de frango mas não gostamos muito (ainda bem que tínhamos nossa amiga Keity Perry cozinheira que chegaria mais tarde com a rangaria) … Enrolamos um pouco e umas 3:00 fomos fazer a pequena trilha para as cachoeiras do Complexo da Ponte … a trilha se inicia logo ao lado do camping, as cachoeiras ficam a uns 15 minutos apenas de trilha … foi a primeira cachoeira que conhecemos, e uma das mais bonitas … a paisagem me lembrou bastante a Chapadas dos Veadeiros (não sei nem qual é a mata nativa da região), com muitas pedras e uma vegetação rasteira …

DSC_2932
Paisagem da trilha

DSC_2942
Paisagem da trilha

A primeira cachoeira que vc passa é a do Cachboeira do Salomão,  nós apenas tiramos algumas fotos e fomos para a ultima que seria a do Cachoeira do Moinho, pois a do salomão estava um pouco cheia … mas quando chegamos á do moninho vimos que a do salomão estava “vazia” rs…

DSC_2948
Cachoeira do Moinho

Logo ao chegar, você está na parte superior do poço, vc atravessa por dentro do rio e desce e então encontra onde esta a quedinha com um poço não muito fundo, mas que da para se divertir …

DSC_2958
Cachoeira do Moinho

Curtimos um pouco a cachoeira, e entamos decidimos subir mais um pouco do lado do rio, seguindo por essa trilha lateral existem varios outros poços que dá para descançar e curtir um pouco … e laaaaaaaaa no final tem umas pedras muito bonitas que deve ser lindo ver o nascer/por do sol (não fomos =/) …

DSC_2965
Pedras ao final da trilha

DSC_2977
Samucanina

Já era por volta de umas 16:00 então voltamos para a cachoeira do salomão para apenas tirar umas fotos e voltar ao camping para encontrar nossos amigos que provavelmente estariam chegando …

Quando chegamos na Cachoeira do Salomão, não deu para apensa tirar foto, pois era muito linda … tínhamos que entrar um pouquinho ;D …

DSC_3034
Cachoeira do Salomão

Voltamos ao camping, e logo que chegamos encontramos nossos amigos tirando as coisas do carro, a Keity iria passar em Itatiaia para pegar seu namorado, então ela foi pela dutra e depois veio por dentro das cidades … porisso chegaram um pouco mais tarde … Como já era por votla de 18:00 nós montamos o acampamento conversamos um pouco comemos um macarraozinho maneiro … e fomos descançar pois no próximo dia seria o mais emocinante … no Complexo da Zilda … 

tracklog da trip: Complexo da Ponte

2º Dia …

Continuando nossa trip de carnaval em carrancas, onde no primeiro dia aproveitamos o finalzinho do dia apos a viagem para conhecer o Complexo da Ponte … Descançamos um pouco pois no dia seguinte era dia de conhecer a famosa Racha da Zilda/Cachoeria dos Anjos …

Agora nos estávamos completos … nossos amiguinhos haviam chegado (Keity, Marco, Lais e Rodrigo) … curtimos um pouco a noite anterior comemos um Macarron a lá keity …

DSC_3124
Samuca, Rodrigo, Lais, Eu, Dribs, Keity, Marco

Acordamos bem cedo, por volta de umas 7:30, e esperamos para tomar café no camping … Mas o povo la não gosta mto de acordar cedo não … então saímos a procura de uma padaria para tomar café … e encontramos uma próximo ao centro … tentamos nao perder muito tempo e já partimos para o complexo da zilda … sabia que a estrada nao era das melhores …  ela tem trechos da Estrada Real, que era uma dos trechos que faziam para “roubar” o ouro do Brasil, que desciam até os portos de Paraty, e Rio de Janeiro para então serem extraviados para a Europa … então em todo o trajedo ate a bifurcação que você pega à esquerda tem alguns totens …

DSC_3063
Toten Estrada Real

Eu não vou ficar explicando muito como chega ao Complexo da Zilda, pois não tem muito erro, existem varias placas, e todos na cidade sabem explicar onde se incia a estrada, é tudo muito próximo ao centro …

Basicamente os complexos se dividem da seguinte forma:

Para cima saindo sentido Lavras:

– Complexo da Toca

– Complexo da Ponte

Para a esquerda da cidade:

– Complexo da Fumaça

– Complexo da Esmeralda

Para baixo da cidade:

– Complexo da Zilda

Chegamos bem cedo no complexo, não tinha carro nenhum no estacionamento, como tínhamos a ideia principal de conhecer a Racha da Zilda, fomos direto subindo sentido à lanchonete, pegamos algumas informações  sobre a trilha e onde se iniciava, e prosseguimos, a trilha é bem sinalizada, você somente vai estranhar um pouco pois quando se chega onde era pra ser a Cachoeira dos Anjos não se avista nada, tem que atravessar o rio em algum ponto ( no nosso caso estava bem dificil pois havia chovido na ultima semana inteira, então o nível do rio subiu muito), e então continua margeando o rio pelo outro lado, ate se avistar aquela queda linda … na verdade se tem apenas uma vista lateral da queda … e para se ter a vista de frente tem q atravessar a nado o poço (que estava bem cheio e com correnteza) …

DSC_3119
Vista ao chegar na Cachoeira dos Anjos

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

Cachoeira dos Anjos

Qual o motivo do marco estar com capacete ? …

Ele levou os equipamentos dele para tentarmos entrar na racha da zilda … mas infelizmente foi frustrado totalmente … ate conseguimos chegar ao o poço do sonrrizal … mas estava com um refluxo enorme … o Marco ainda tentou fazer algumas ancoragem com a  corda para tentarmos pelo menos ver a o cânion … mas infelizmente não deu =/ … teríamos que entrar no refluxo e sair no braço puxando a corda … entao decidimos não tentar entrar …
Massssssssssssssssss havia um gordinho com agente que foi de gaiato … e quando chegou la quis tentar fazer a façanha … e quase conseguiu (se matar) … a correnteza começou a levar ele, e ele não aguentava mais segurar a corda … foi um desespero pra salvar aquele kra … Mas enfim final feliz (sem ver a racha da zilda mas com o gordinho vivo) =]

Voltamos entao para o estacionamento para pegar a outra trilha que ia para a Cachoeira do Índio e Cachoeira da Zilda … ao lado esquerdo do estacionamento tem uma entradinha, que eles cobram R$ 3,00 para  conhecer as cachoeiras … a trilha ate a cachoeira do índio e bem curta, não da nem 5 minutos …

DSC_3133
Cachoeira do indio

Então se atravessa ele, e continua por uma trilha ate encontrar o rio de novo, e vai margeando ele até a cachoeira da zilda, você primeiramente chega na parte superior da cachoeira, e para se chegar na praia que fica na parte inferior, tem que atravessar o rio novamente e seguir por uma trilha bem ingrime ate a prainha … essa foi uma das cachoeira mais legais de toda a trip … ela e bem raza proximo à queda principal, então vc consegue ficar embaixo da queda facilmente … ela tem também um pocinho na frente que parece uma jacuzzi … muito divertido …

DSC_3141

DCIM100GOPRO

Cachoeira da Zilda

Paramos para descanssar um pouco, e comer uns lanchinhos que fizemos la na trilha mesmo de atum, e tentar ainda conhecer o escorregador da zilda … o complexo tem mais cachoeiras, serial ideal 2 dias para conhecer todas as cachoeiras …

Voltamos para o estacionamento novamente, pois desta vez iriamos para a direita sentido ao Escorregador da Zilda … existem um camping também (muito mal estruturado), mas o q nos interessava era o escorregador …

Na entrada se paga um taxa de R$ 3,00 novamente, a trilha é bem curta, não da nem 10 minutos, o primeiro escorregador que vi me assustou tinha umas pedras embaixo, era descer la e quebrar o coquis, mas logo acima tem aquela maravilha de 10 metros, lisinha com um poço esperando você … ;D

DSC_3179
Escorregador da zilda

Não preciso que fechamos com chave de ouro ali naquele escorregador …

Felicidade completa do dia, era hora de voltar para o camping preparar nossa rangaria … tomar um açai na sorveteria em frente à igreja da cidade, e se preparar para o proximo dia …

Fiquem com Deus …

tracklog da trip: Complexo da Zilda

3° Dia …

No penúltimo dia da viagem, fomos conhecer o Complexo da Esmeralda e o Complexo da Fumaça o famoso cartão postal de carrancas … e o nosso vizinho de camping Complexo da Toca

Este dia foi um dos mais light … como iríamos viajar no dia seguinte, aqueles 500 km de volta pra nossa terra, fizemos um roteirinho bem sussegado, neste dia acordamos um pouco mais tarde, e fomos tomar café na Padaria da Gema, e partimos para o Complexo da Fumaça (que fica no mesmo sentido do complexo da esmeralda) … a estrada é um pouco melhor que a do Complexo da zilda … no meio da estrada vc verá uma placa saindo para esquerda, este é o caminho para o Complexo da Fumaça, la na estrada vc ja irá avistar aquela cachoeira gigante … e linda …

DSC_3201
Cachoeira Veu da noiva

No dia em que fomos, haviam umas viaturas do bombeiro e da policia civil, pois 2 jovens morreram no dia anterior =[ … A cachoeira apesar de linda, não e própria para banho, dizem que a aguá é contaminada … mas nao foi essa a causa da morte dos jovens … eles morreram pois foram levados pela correnteza (havia chovido muito nos dias anteriores, e o nivel da agua de todas cachoeiras estavam muito alto) …

DSC_3226
Cachoeira da Fumaça

Não ficamos muito tempo ali, e logo fomos para o Complexo da Esmeralda, estava um calor infernal, e não víamos logo a hora de entrar em uma cachoeira de verdade …

Voltando pela estrada afora (eu vou bem sozinha, levar estes doces para a vovozinha), chegamos no Complexo da Esmeralda, este poço fica em uma propriedade particular, e se paga uma taxa de R$ 5,00 para entrar, existem varios poços no meio do caminho, mas o unico que chama mais a atenção é o da esmeralda que é o ultimo …

DSC_3254
Complexo da Esmeralda

DSC_3248
Poço a Esmeralda

No meio do caminho de volta vimos uma pedra muito bonita laaa em cima, então decidimos ir varando mato ate ela … e tivemos uma surpresa maravilhosa … uma moldura na pedra …

DSC_3245
Pedra com Moldura

DSC_3250
=]

DCIM100GOPRO

Moldura no centro da pedra

O sol estava escaldante, e agente estava morto de fome, voltamos para a cidade para almoçar antes de fechar nosso dia no Complexo da Toca, Eu muito animal não levei camisa, entao tive que almoçar com a camisa da nossa amiga keity … e ficou linda em mim -.-  AUHHauuhA, nos comemos em um restaurante que se nao me engano chama “magia da terra“, comida deliciosa por kg … e baratinha =]

Saimos do restaurante e já  fomos correndo para o complexo da toca, conhecer o famoso poço do coração … o complexo da toca fica bem em frente ao complexo da ponte, é so atravessar a avenida e seguir as placas, na entrada se paga uma taxa de R$ 5,00 também para entrar, neste complexo não tem muitas atrações, existe uma gruta que não fomos devido ao horário, mas o principal é o poço do coração … lá sim nos divertimos … é totalmente diferente de todas cachoeiras q fomos, ela tem um formato de coração, de um lado com uma cachoeira em uma “bacia”, e da ate para se aventurar em uns mergulhos também …

DSC_3276
Poço do Coração visto de cima

DSC_3279
Poço do Coração

Fizemos varios videos e curtimos bastante antes de ir embora … depois vou tentar postar no canal da tripsemgrana do youtube …

E este foi o ultimo dia da nossa trips de carnaval … varias historias para contar algumas picadas e uma longaaaa estrada de volta … mas tudo correu bem  =]

Espero que tenham gostado …

Até a próxima … pois a próxima trip é sempre a melhor

Fiquem com Deus …

Tracklog da trip: Complexo da Fumaça/Esmeralda e Complexo da Toca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *