Sitio Três Quedas/Recanto das Cachoeiras/Areia que Canta – Brotas/SP

Hola Hola Mochileiros …

No fim de semana do dia 06 e 07 de julho, fui com a primeira dama Adriele Fernanda, comemorar nosso aniversário de namoro.Então foi uma viagem um pouco mais de pantufa, nada de barraca, nem cozinha … Foi quase uma viagem de turista da CVC huAUHahuaHU …
Nós fomos para Brotas/SP, por ficar próximo de Jundiaí e ser apenas um fim de semana, fizemos boiacross no rio Jacaré Pepira (o mesmo rio onde se pratica rafting). Conhecemos também as fazendas do Recanto das Cachoeiras, e a Fazenda Três Quedas, e por fim a Fazenda Areia que Canta.
Apesar da correria deu pra aproveitar bastante, e vou tentar passar um pouco da nosssa trip pra vocês …

Nosso Roteiro:

Brotas/SP  >>>> Sítio Três Quedas >>> Recanto das Cachoeiras >>> Areia que Canta

Sobre o Lugar: 

Localização: Brotas/SP
Como chegar de carro: 

“Pela Rodovia dos Bandeirantes (SP 348) siga até o km 168, pegue o acesso à Rodovia Washington Luís (SP 310).
Pela Rodovia Anhangüera (SP 330) siga até o km 153 (saída 153), logo após a passagem pelo pedágio, pegue o acesso à Rodovia Washington Luís (SP 310).
Na Rodovia Washington Luís (SP 310) siga até o km 206 (saída 206-B), passar por baixo do viaduto e contorná-lo passando por cima da pista, entrando na Rodovia Engenheiro Paulo Nilo Romano (SP 225) sentido Itirapina-Brotas até o trevo de acesso a Brotas.” informações retiradas do site www.brotas.com.br

Como chegar de ônibus: 
Transportes
Horários de ônibus:  informações retiradas do site www.brotas.com.br

    • Expresso de Prata Ltda
    • (Brotas – Campinas – Jundiaí – São Paulo)
    • Horários para Brotas: todos os dias às 7:00 / 11:20 e 18:30 hs – Terminal Rodoviário Barra Funda

Horários para São Paulo: de segunda a sábado: 8:05 / 15:35 / 18:35 hs e aos domingos: 0:35 h

    • [*]Empresa Via Sol:

(Brotas – Itirapina – Rio Claro – Piracicaba)

    • [*]Empresa Monte Alegre

(Brotas – Torrinha – Dois Córregos)

    • [*]Empresa Reunidas:

(Brotas – Jaú – Bauru)

Sobre as Trilhas: 

Brotas é uma cidade de aventura, então as pequenas trilhas que existem lá estão dentro de propriedades particulares, e há uma taxa de R$ 20,00 a R$ 45,00 p/ pessoa para visitar. Normalmente também existem outras atrações nos locais, e muitas atividades de aventura, como canionismo, cascading, boiacross, principalmente rafting, entre outros.
Nesta trip nos conhecemos o sítio Recanto das Cachoeiras (Cachoeira do Santo Antonio, Cachoeira da Roseira), Sitio três quedas (Cachoeira da Nascente, Cachoeira da Andorinha, Cachoeira da Figueira), e Areia que Canta (Nascente do rio Tamanduá)

Distância das principais capitais de acesso:

– São Paulo: 249 Km
– Rio de Janeiro: 644 Km
– Belo Horizonte: 656 km

Quanto Gastamos:

– Hotel Casarão: R$ 85,00
– Alimentações: R$ 60,00
– Tres Quedas: R$ 25,00
– Recanto das Cachoeiras: R$ 30,00
– Areia que Canta: R$ 37,00
– Boiacross: R$ 40,00
– Gasolina + Pedagio: R$ 70,00 (2 pessoas partindo de Jundiaí)

A trip:

Um fim de semana qualquer, sem pressa, foi assim que começou essa trip … Diferente das outras viagens que quando chego em casa preciso de 1 dia de folga para descansar da viagem, essa deu pra aproveitar bem e descansar bastante.
Partimos de Jundiaí por volta das 10:00, e chegamos em brotas umas 14:00. Não saímos muito cedo pelo fato do check-in do hotel ser 12:00 …
Para fazer a reserva eu utilizei um site muito interessante, chamado booking.com, indicação do meu amigo Lucas Conchetto.
Neste site é possível achar a tarifa mais barata para os hotéis que tem na cidade de destino …
Nós ficamos no Hotel Casarão, um hotel simples mas bem aconchegante (pra quem esta acostumado com barraca é 10 estrelas). Não ficamos muito tempo no hotel logo que chegamos, pois queríamos conhecer algumas cachoeiras antes de terminar o dia, então peguei algumas informações no saguão e decidimos o roteiro, nos iríamos conhecer o Sitio Três Quedas que ficava mais próximo, e na volta o Recanto das Cachoeiras.
Para quem está em Brotas, o acesso às cachoeiras é muito simples. Boa parte delas ficam no bairro do patrimônio, indo pela rua principal da cidade atá o final, é só uma ponte e continuar reto até uma “estrada/rodovia”. Atravesse ela e siga as placas do bairro do patrimônio, onde uma estrada de terra leva à entrada das principais cachoeiras da cidade.
As cachoeiras que fomos não são as melhores, mas são as que ficam mais perto da cidade, pretendo voltar um dia lá para conhecer as outras cachoeiras …
Voltando pro nosso itinerário, primeiro fomos no Sitio Três Quedas. Neste sítio são praticados as atividades de canionismo, e a entrada custa R$ 25,00 (uma facada), e as cachoeiras não tem nada de especial, por isso minha revolta com o preço.  Mas é permitido utilizar a piscina, e aproveitar a diária no local …
Dentro do sítio, conseguimos encontrar 3 cachoeiras, a Cachoeira da Nascente, Cachoeira da Andorinha e Cachoeira da Figueira, sendo esta última a maior e dá para curtir tirando umas fotos …

DSC_4051Cachoeira da Nascente (Tres Quedas)

DSC_4056Cachoeira das Andorinhas (Tres Quedas)

DSC_4060Cachoeira da Figueira (Tres Quedas)

Logo após sair do sítio da Três Quedas já era bem tarde, mas mesmo assim ainda queríamos conhecer o Recanto das Cachoeiras, que fica ao lado do sítio Três Quedas, sentido voltando para Brotas …
Na entrada ainda tentei dar aquela choradinha por ser final do dia, mas não teve boi, tivemos que morrer em mais R$ 30,00 na entrada, mas essa eu não me arrependo (só me arrependo de ter comprado um lanche natural horrível).
O lugar é lindo e tem uma piscina com um deck com uma vista fantástica. Em uma outra vez que vim eu fiz arvorismo também neste sítio, atividade bem legal …
No Recanto das Cachoeiras estão localizadas as Cachoeiras do Santo Antônio e Cachoeira da Roseira. Vale a vista, e também tem atividades de cascading nelas. A cachoeira da roseira em particular é muito linda, existe uma ponte que liga a trilha de uma cachoeira até a outra. Fizemos meio na correria mas acabou que deu para fechar o dia muito bem nessas cachoeiras …

DSC_4065Cachoeira da Roseira (Recanto das Cachoeiras)

DSC_4074Cachoeira do Santo Antonio (Recanto das Cachoeiras)

Final de tarde voltamos para o hotel para descansar um pouco, e saímos para jantar.
Existem muitos restaurantes bonitos em Brotas. Havia um barzinho na avenida principal que parecia ser muito bom, mas estávamos com vontade de comer em um lugar que passamos em frente quando estávamos rodando pela cidade logo ao chegar. Se chama Artigianale Massas Artesanais , e fica em uma das ruas paralelas à avenida, lugar bem simples mas com uma comida muito boa, feita em fogão à lenha, e bem em conta também …

Assim terminou o primeiro dia ..

DIA 02

Continuando nossa trip correria em Brotas/SP, onde no dia anterior fomos para o Sitio Três Quedas e o Recanto das Cachoeiras, no final do dia, antes de irmos para a pousada, nós passamos na agência Vaca Náutica para fechar o Boia cross.
Dos lugares que fomos esse era o mais barato. Nós pagamos R$ 45,00 o boia cross, e o rafting estava R$ 65,00, mas optamos em fazer o boia cross, até mesmo por conta do horário, e tínhamos fazer o check-out na pousada …
No domingo acordamos bem cedo, tomamos um café bemmm gordo da pousada, e já nos aprontamos para fazer o check-out, pois pelo horário que voltaríamos do boia cross teríamos que pagar mais uma diária, e para fazer justiça ao nome do blog, pedimos somente para deixar o carro no estacionamento e já fizemos o check-out …
A agência atrasou um pouco, pois ela pega outras pessoas que iriam participar do passeio, e nos levaram para a agência, onde preenchemos um termo que se morrêssemos a culpa era nossa (mas eles tem seguro de vida).
A agência conta com uma ótima estrutura, e nos levaram com um ônibus até o local de partida no Rio Jacarepepira. O trecho do boia cross é o mesmo do rafting, só que menor.
Quando chegamos na cidade, subimos bem ao lado da rua principal … Vale muito a pena para curtir, mesmo com o frio que estava, serviu para dar boas risadas …

Caminhamos um pouco com as boias até a agência, pois é bem perto do ponto aonde acaba o passeio, e tomamos um banho no vestiário que eles nos disponibilizaram … Minha linda primeira dama esqueceu de levar o chinelo dela, e como estávamos com pressa pois ainda teríamos que ir embora, fomos embora sem esperar o ônibus, e como um ótimo cavalheiro que sou dei meu chinelo para ela, e fui descalço pela cidade … uhAHUA …
Ao chegar na pousada pegamos o carro e já nos aprontamos para voltar à minha terra querida Jundiaí/SP.
Almoçamos em um restaurante que esqueci o nome, acho que era Pedaço de Gula ou Santa Gula, alguma coisa assim. O preço não difere de São Paulo, acho que era R$ 39,90 o kg, comida self-service com uns grelhados … Muito bom!
Na volta já com a barriguinha cheia, pensamos em nem passar no Sítio Areia que Canta.
Pelo fato de já termos gastado muito e a entrada é bem salgadinha, quase desistimos … Mas ainda bem que em um ataque de loucura eu pensei que nao voltaria taão cedo aqui, seria melhor gastar agora do que ter que gastar os pedágios e gasolina tudo de novo só para vim conhecer este lugar … Então acabamos entrando, e chegando lá a surpresa … estávamos sem dinheiro, e não aceitava cartão :p … Se pagássemos a entrada não teríamos dinheiro para pagar o pedágio, fizemos então uma carinha de pobres crianças, e a atendente falou que podia fazer boleto … foi a salvação :D
De todas as atrações q fomos, esta foi a que eu mais gostei.É diferente de tudo que já fui algum dia…
A nascente do rio Tamanduá é linda, uma vista deslumbrante, e muito divertido também, dá para ficar “flutuando” sobre a água nascendo, fora o barulho de cuíca que faz a areia … Lugar muito maneiro, recomendo a todos …

DSC_4099

Areia que Canta

DSC_4106

Areia que canta

Depois de visitar a nascente, tem um passeio que dá para escolher se quer ir ou não.
Esse passeio vai até o rio Tamanduá, e tem uma prainha bem legal … e umas abelhas que picaram a Dri … :p
Mas até que foi legal a visita ao rio, e assim fechamos com chave de ouro nossa trip para Brotas/SP.O resto foi só uma lonnngaaaa estradaaaa da vidaaaa … até Jundiaí …
Espero que as informações ajudem vocês …

Fiquem com Deus …

OBS: esqueci de usar o gps nessa trip :p

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *